terça-feira, 4 de maio de 2010

When They Cry - Umineko

Uma ilha perdida no meio do oceano... Uma mansão que oculta terriveis mistérios atrás de suas portas... Uma floresta que é o lar dos mais estranhos pesadelos da imaginação humana...


Um amor proibido... Sangue, mortes... A busca para coisas que não deviam ser mudadas...
Um ritual... Ouro e sangue se misturam... Amor e riqueza, as duas grandes fraquezas do ser humano...
Suspeitas, charadas... O lar dos delirios coletivos está aberto... Você pode entrar... Quero ver se consegue sair...
O relógio ansioso pela meia-noite... As borboletas douradas que distorcem a realidade... Risadas de alguém que não sabe o que é ser humano...
Magia e tecnologia podem coexistir... Será...? Responda se puder...

Um jogo eterno... Peças escravizadas para todo o sempre... O eterno empate...

O que é ser eterno...? A pergunta que só as bruxas guardam a resposta... Ou, talvez, nem elas...


Passe ileso pela meia-noite... Sobreviva as borboletas douradas... Não se deixe abater pelos risos dissimulados... Prove o que parece impossivel... Ache o caminho para a terra dourada... E, então, ouça as gaivotas cantarem... Se puder...


''Il giudizio vien dal mare e sta per essere emesso... Nessuno può emendarsi dal peccato che scorre nelle vene... Tu sei senza pieta, ma quanta sarà pensante il mio castigo?''
Katayoku No Tori - Akiko Shikata

Um comentário:

Aline J. Romy disse...

Eu ainda vou criar coragem pra assistir Umineko, o ruim é que falta tempo e sobra preguiça .-.